Arquivo da tag: as bem-aventuranças

31 de janeiro – Felizes são…

E Jesus, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulos; E, abrindo a sua boca, os ensinava, dizendo: Bem-aventurados … Mateus 5:1-3

Há séculos o homem vem tentando definir a felicidade. Todos tentando explicar esse sentimento/estado de espírito almejado por todos. Os dicionários definem a felicidade como um momento de satisfação onde não há sofrimento algum.

Diversos filósofos estudaram e analisaram a felicidade. Aristóteles afirma que a felicidade é a vida plena, onde a alma age de acordo com a virtude. Esse tipo de felicidade é o bem supremo que dá o objetivo e mede o valor de todas as atividades humanas. Já para Epicuro a felicidade ocorre através da satisfação dos desejos; Para os filósofos mais modernos, como John Locke, a felicidade é o prazer máximo e o motivador do desejo, mas adverte que muitas vezes as pessoas fazem escolhas que as tornam infelizes. Kant enfatizou que o homem deve fazer da própria perfeição e da felicidade dos outros o objetivo de suas ações. E tantos outros deixaram seus conceitos.

Jesus subiu ao monte para dizer a uma multidão o seu conceito de felicidade. Ele claramente indicou as características de um verdadeiro discípulo que marcha em direção ao reino de Deus. E essas são as pessoas verdadeiramente felizes porque sabem o que é ser humilde, ter fome e sede de justiça, são agentes pacificadores e mansos com todos. Esse são felizes porque o reino de Deus já lhes pertence e é lhes dado como herança. Sabem que estão no mundo, mas que nada do que é pregado como padrão de felicidade traz esse estado de espírito em sua plenitude. Sabem que a felicidade dos que seguem a Jesus não está na condição que aqui enfrentam, mas nas promessas que lhe são garantidas. Confia nisso e assim vive e espera. Marcham na contramão do mundo, mas são felizes porque um dia chegarão à sua verdadeira casa e olharão e perceberão o quanto contribuíram para implantação do reino de Deus no mundo. Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

30 de janeiro – Perseguido por Andar na Contramão

Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. Mateus 5:10

O verdadeiro discípulo de Jesus sempre sofrerá por levantar a bandeira da justiça, da paz, do amor, da ética. Não é preciso observar muito para perceber que um cristão genuíno vive na contramão do mundo. Seus valores divergem do que é propagado da mídia e na sociedade. Ser cristão exige uma mudança de postura e paradigma. Se olharmos para as bem aventuranças anteriores, perceberemos os valores defendidos por Cristo: humildade, mansidão, paz, sofrimento por causa da injustiça, misericórdia, pureza de coração. Todos eles estão na contramão do que é valorizado pelo mundo. Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

29 de janeiro – Você é um Pacificador?

Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;” Mateus 5:9

Jesus é o Príncipe da Paz. Maior pacificador que ele não há. Os seguidores do Príncipe da Paz devem ser pacificadores. E quem é o pacificador?

O pacificador é aquele que promove a paz onde quer que ele esteja, seja como cidadão, como cristão, integrante de uma igreja, um trabalhador, membro de uma família.
Como cidadão, ele odeia a guerra e tudo o que ela causa. Olha nosso mundo como está! Guerra por todos os lados. Crianças e pais sendo separados, muitos morrendo, outros deixando suas terras e seus entes queridos e se refugiando em outros territórios. O pacificador rejeita qualquer hipótese de guerra porque sabe que o que se perde é muito mais do que o se pode ganhar, caso haja algum ganho. E como cidadão em seu dia a dia, no trânsito, no ônibus, no metrô poderão pisar “em seu calo” porque ele não revidará.

Como um cristão, o pacificador é aquela criatura amável, apta a ensinar e paciente. Não reage a não ser para abençoar o que está lhe agredindo. Ainda que se ire, ele não deixa o sol se por sobre a sua ira. Enquanto muitos “cristãos” disputam por causa de ninharias, diferenças denominacionais e teológicas, ofendem e machucam o próprio irmão em razão de tanta trivialidade e insensatez, o cristão pacificador está focado em Jesus e, por isso ama a paz e afasta-se das contendas ridículas ou está sempre com uma mangueira pronto a apagar o fogo dos mais entusiastas em brigar dentro de uma comunidade onde só deveria haver a paz.
Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

26 de janeiro – A fome e a sede que conduzem à felicidade

Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos; Mateus 5:6

Fome e sede não necessidades vitais. Há alguém que sobreviva sem satisfazer essas necessidades? Jesus qualificou de feliz aquele que tem fome e sede de justiça.

Quem são os que tem fome e sede de justiça?

Aquele que faz com os outros o que gostaria que fizessem a si mesmo. O sedento e faminto de justiça indigna-se com o que é falso, dissimulado. Não conforma-se com a mentira, com o falso testemunho, com a desonestidade.
Aqueles que tem fome e sede de justiça incomoda-se com a exploração do seu semelhante. Sofre em ver tanta desigualdade e perceber o ímpio prosperando em seus maus intentos.

Almeja ansiosamente que haja retidão no mundo e que as pessoas sejam mais felizes e os opressores punidos. Sonha um dia poder ver um governo justo em todas as nações e o término das guerras e violência. Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário