Arquivo do dia: 20 de dezembro de 2016

1 de dezembro – Olhar crítico para a TV

“Finalmente, irmãos, tudo o que é verdade, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é da boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento” (Fp. 4:8).

Dr. Martin Lloyd-Jones comenta este verso e diz: O problema que é proposto a nós por este particular texto é todo o problema de relacionamento entre o cristianismo e a cultura. Agora eu tenho certeza que muitos, senão a maioria do povo cristão, está interessada nessa questão, porque ela é de real significado e importância… Em vista de tudo isto, eu sugeriria a você, o que Paulo estava dizendo aos filipenses: Todo o seu pensamento e todas as suas ações devem ser controlados pelo evangelho… Todo pensamento deve ser trazido em sujeição a ele. Que toda a nossa vida seja um tributo e um testemunho ao louvor do nosso Redentor (págs. 181-189). Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , | Deixe um comentário

30 de novembro – Adoração é essencial

“Louva, ó minha alma, ao Senhor. Louvarei ao Senhor durante a minha vida; cantarei louvores ao meu Deus, enquanto eu viver” (Sl 146:1-2). “A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador” (Lucas 1:46- 47).

Muitos cristãos, seja por ignorância da natureza da oração ou por egoísmo, presumem que o propósito da oração é “conseguir coisas de Deus”. Na verdade, encontramos um livro sobre oração , escrito por um americano, John Richard Rice [1895-1980], no qual ele proclama que oração é somente pedir coisas a Deus. Louvor, ações de graças, ou adoração, para ele, aparentemente não constituem a oração. Pedir nunca deve ser o foco único da oração. Adorar é um grande privilégio. O crente passará a eternidade empenhado na adoração a Deus. É necessário, portanto, que devotemos muito de nossa atenção na oração, seja individual ou corporativa, pensando na adoração e louvor devidos a Deus. Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , | Deixe um comentário

29 de novembro – A Paixão de Cristo

“[Ele] se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave” – Efésios 5:2b

Esta última parte do versículo é um claro e vívido crucifixo, talhado pela mão do mais primoroso escultor – não para maravilhar nossas aparências corporais com um pedaço de madeira, cobre, ou pedra, curiosamente gravado para o aumento de uma devoção carnal; mas para apresentar ao olho de nossa consciência a penosa paixão e graciosa compaixão de nosso Salvador Jesus Cristo, que “entregou a si mesmo por nós”. Este crucifixo apresenta ao olho de nossa consciência sete consideráveis circunstâncias. Os pontos encontram-se como prontos para o nosso sermão como o caminho de Betânia para Jerusalém: aquele que entrega, o que entrega, o que é entregue, entregue a quem, para quem, por quem, a maneira da entrega, [e] o efeito da dádiva.

I. QUEM: A pessoa que entrega é Cristo. A qualidade de Sua Pessoa altamente recomenda o Seu superabundante amor por nós. A. Ascensão: Nós ascenderemos a esta consideração por quatro degraus ou níveis e desceremos por quatro outros. Em ambos, indo acima e indo abaixo, nós perceberemos o admirável amor do doador. Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , | Deixe um comentário

29 de novembro – A Paixão de Cristo

“[Ele] se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave” – Efésios 5:2b Esta última parte do versículo é um claro e vívido crucifixo, talhado pela mão do mais primoroso escultor – não … Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , | Deixe um comentário

28 de novembro – Não Torne o céu mais difícil – John Piper

Jesus disse: “Quão dificilmente entrarão no reino de Deus os que têm riquezas!” Seus discípulos ficaram espantados, tão quanto ficariam frente ao “Movimento da Prosperidade”. Então Jesus elevou ainda mais o espanto deles, dizendo: “É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus.” Eles responderam em descrença: “Então, quem pode ser salvo?” Jesus disse, “Para os homens é impossível; contudo, não para Deus, porque para Deus tudo é possível.” (Marcos 10:23- 27)

Isso significa que o espanto dos discípulos tinha fundamento. Um camelo não pode passar pelo fundo de uma agulha. Isso não é uma metáfora para algo que requer muito esforço ou humilde sacrifício. Não dá para ser feito. Sabemos disso porque Jesus disse Impossível! Foi a palavra Dele, não a nossa. “Para os homens, é impossível.” O ponto é que a mudança de coração exigida é algo que o homem não pode fazer por si mesmo. Deus precisa fazê- lo — “… contudo, não [é impossível] para Deus.”

Não conseguimos nos fazer parar de valorizar o dinheiro acima de Cr Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , | Deixe um comentário

27 de novembro – A Incomparável Excelência e Santidade de Deus

“Ó Senhor, quem é como tu entre os deuses? Quem é como tu glorificado em santidade, admirável em louvores, realizando maravilhas?” (Êxodo 15:11)

“A Escritura é neste dia cumprida em nossos ouvidos e diante de nossos olhos. Pelo que Deus já começou a realizar por este reino e pelas igrejas vizinhas, nos demonstra que ninguém é como o Senhor, que é glorificado em santidade, admirável em louvores, realizando maravilhas.

As palavras, embora estejam no meio de um cântico, são uma espécie de epifonema , uma conclusão que está usualmente no fim, mas o espírito de Moisés, admirando e bendizendo a Deus pelas grandes coisas que Ele fizera por Seu povo, não espera pelo fim, mas irrompe bem no meio, em aclamação à glória de Deus, Ó Senhor, quem é como Tu entre os deuses? Quem é como Tu glorificado em santidade, admirável em louvores, realizando maravilhas! Vejam, então, que as palavras são uma porção da canção de Moisés, ocasionada pela bondade de Deus em retirar o Seu povo do Egito e conduzi-los através do Mar Vermelho.

Esta é a mais antiga canção do mundo. É a primeira na Escritura, e nós não conhecemos autor anterior a Moisés. Aqueles que eram habilidosos em poesia vieram centenas de anos depois de Moisés. É uma canção espiritual e sobremodo excelente. O estilo é repleto de elegância, o assunto da mais grandiosa variedade. É eucarística, triunfante, profética, e é de uma piedade que nós não temos tal excelente cântico como este metrificado para ser cantado em nossas congregações. É uma canção mui deleitável, e, portanto, observem que quando Deus promete a misericórdia ao Seu povo, na qual eles poderiam regozijarem-se extremamente, Ele refere-se a esta canção, Oséias 2:15: “E lhe darei as suas vinhas dali, e o vale de Acor, por porta de esperança; e ali cantará, como nos dias de sua mocidade, e como no dia em que subiu da terra do Egito”. Continuar lendo

Publicado em Devocional | Deixe um comentário

26 de novembro – Experimentar a Graça

“E, caindo nós todos por terra, ouvi uma voz que me falava, e em língua hebraica dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? Dura coisa te é recalcitrar contra os aguilhões.” Atos 26:14.

“Quão maravilhosa é a condescendia que levou o Salvador a fixar os olhos em um ser desprezível como Saulo! Entronizado nos altos céus, em meio às melodias eternas dos remidos, e dos sonetos seráficos dos querubins e de todas as hostes angélicas, é estranho que o Salvador se inclinasse de Sua dignidade para falhar com um perseguidor. Ocupado como está, tanto de dia como de noite, em argumentar a causa de Sua própria igreja diante do trono de Seu Pai, unicamente a benignidade o levou, por assim dizer, a suspender Sua intercessão para falar pessoalmente com alguém que havia jurado ser Seu inimigo. E, que graça admirável moveu o coração do Salvador para buscar um homem como Saulo, que havia proferido ameaças contra Sua igreja! Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , | Deixe um comentário