Arquivo do dia: 11 de julho de 2016

11 de julho – Proposta irrecusável 

Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve. Mateus 11:28-30

Há dias em que o cansaço chega de forma violenta. E não é um cansaço apenas físico, mas emocional, mental, espiritual, ou seja, um junção de tudo. Hoje tive mesmo uma imensa vontade de me jogar nos braços de Jesus e dizer “sim senhor!” eu vou a ti porque estou cansada, sobrecarregada e preciso de descanso. Não há amigo como Jesus, não há braços como os dele, não há palavras consoladoras como as que Ele proferiu e continua a dizer até hoje.

Fui então estudar esse versículo e descobri ou redescobri (porque não me lembrava de ter aprendido isso) algo maravilhoso. Ed Rene Kivitz em seu Talmidin (Editora Mundo Cristão), o qual recomendo, discorre que, Jugo, na época de Jesus, significava o conjunto de regras, ensinos e interpretações das escrituras que cada rabino adotava. Os rabinos eram os responsáveis por formar discípulos. As crianças aprendiam com os rabinos e seguiam rigorosamente a linha de interpretação das escrituras do seu mestre. Isso era o jugo.

Como aqueles mestres da lei ensinavam a lei e exigiam de seus seguidores o cumprimento de todas as regras e exigências religiosas que faziam, isso se tornava mesmo “um jugo” a ser carregado por um discípulo. Mas Jesus vem e diz àquele povo e diz para mim e para você que ele tem um “jugo” muito mais suave e um fardo muito mais leve porque o que ele ensina conduz à liberdade. Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , , , , , , , , | Deixe um comentário