Arquivo do mês: junho 2016

30 de junho – Buscando Glória?

Não estou buscando glória para mim mesmo; mas, há quem a busque e julgue. João 8:50

Quando Jesus veio a esse mundo, ele deixou de lado os privilégios da divindade e, esvaziando-se a si mesmo, tomou a forma de um servo, de um ser humano e, sendo homem, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até a morte, e morte de cruz (Filipenses 2.5-8). Jamais reivindicou para si qualquer privilégio ou glória humana. Pelo contrário, chegou a mencionar que havia vindo ao mundo para servir e não para ser servido (Marcos 10.45). E, de fato, serviu. Ele ensinou, curou, libertou e, por fim, morreu em uma cruz para salvação dos homens. Contudo, como ele mesmo disse, em nada buscou a sua própria glória, mas havia alguém acima dele que a buscou e o exaltou soberanamente à mais elevada posição e lhe deu o Nome que está acima de qualquer outro nome (Filipenses 2.9). Jesus não precisou se exaltar e gloriar-se em si mesmo. Deus o exaltou. Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

29 de junho – Regra Preciosa

Como vocês querem que os outros lhes façam, façam também vocês a eles. Lucas 6:31

O que é melhor fazer? Aquilo que é correto ou o que sentimos? Já vi pessoas justificarem seu comportamento agressivo e desprezível para com outras pessoas, alegando serem verdadeiras e não conseguirem “disfarçar”. Muitas vão mais longe e dizem: “não sei ser hipócrita”; “Não vou fingir ser gentil, bondoso, solidário se acho que a pessoa não merece esse tratamento”.

Você pode ainda dizer: eu não trato ninguém mal e isso já considero suficiente. Bom, as palavras de Jesus nos dão um alcance muito mais profundo do que é suficiente ou de “como devo tratar o outro”. Ele simplesmente ignora o querer e eleva a necessidade do outro. É muito mais do que o princípio de não fazer o mal a ninguém, porque aqui, Jesus insta que façamos o bem. Não basta não fazer o mal; é preciso fazer o bem. Ele diz “façam”. Implica em ação. Ainda que não conheça a necessidade do outro, devo sempre trata-lo como gostaria de ser tratado por ele. Devo sempre “fazer” aquilo que gostaria que fizessem comigo. Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

28 de junho – O poder da morte

Porém Deus me livrará do poder da morte, pois ele me receberá. Salmos 49.15

Não é fácil para mim pensar sobre a morte. Tenho que ser sincera. Por mais que creia piamente nas promessas de Deus e tenha convicção de que a vida não se limita a esse mundo, todas as vezes que sofro a perda de alguém querido, coloco-me a pensar e pensar sobre a morte. Um dia terei que enfrentá-la. Você também. Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , | Deixe um comentário

27 de junho – Quem é o que?

Jesus lhes contou outra parábola, dizendo: “O Reino dos céus é como um homem que semeou boa semente em seu campo. Mas enquanto todos dormiam, veio o seu inimigo e semeou o joio no meio do trigo e se foi. Quando o trigo brotou e formou espigas, o joio também apareceu.”Os servos do dono do campo dirigiram-se a ele e disseram: ‘O senhor não semeou boa semente em seu campo? Então, de onde veio o joio? ’” ‘Um inimigo fez isso’, respondeu ele. “Os servos lhe perguntaram: ‘O senhor quer que vamos tirá-lo? ’”Ele respondeu: ‘Não, porque, ao tirar o joio, vocês poderão arrancar com ele o trigo.Deixem que cresçam juntos até à colheita. Então direi aos encarregados da colheita: Juntem primeiro o joio e amarrem-no em feixes para ser queimado; depois juntem o trigo e guardem-no no meu celeiro’ “.Mateus 13:24-30

Enquanto Deus trabalha, o diabo também trabalha. No Reino de Deus há joio e trigo. E os dois estão juntos, no mesmo lugar, crescendo juntos. Sementes do bem e sementes do mal são lançadas em um mesmo terreno, em um mesmo campo. Ambas sementes crescem e lá se desenvolvem.

Interessante que é possível se perceber a má semente crescida no meio da boa semente, mas não é fácil essa percepção. Isso significa que são muito parecidas, a ponto de poder plenamente ser confundidas. Na párábola, quando o servo percebe que há joio no meio do trigo, ele pergunta ao seu senhor se poderia arrancar a planta má. Contudo, o dono do campo impede que faça isso em razão do perigo de, junto com o joio, acabar arrancando o trigo.Isso significa que no Reino de Deus, muitos, no afã de retirar o joio podem acabar se confundindo e arracando o trigo também. A função de apontar a má semente não é nada fácil. Nessa de julgar e apontar o joio, pode haver erro de julgamento. Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

26 de junho – A mão pesada de Deus

Assim vos digo que há alegria diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende” Lucas 15:10.

Uma das coisas que sempre se ouve no meio religioso é “Deus vai pesar a mão dele sobre o pecador”, ora, quem conhece a Bíblia sabe que quem pesa a mão é o diabo, a mão do Deus todo poderoso, ao contrario, é a mão que levanta, que se estende ao pecador, que se oferece como ajuda, que se ofereceu para serem furadas na cruz do Calvário. Deus não pesa a mão, Ele pede que se perdoe setenta vezes sete ao dia, e é isso que Ele faz conosco, nos perdoa sempre e por completo. Está na natureza de Deus o seu perdão, afinal Deus é amor. Vamos exemplificar isso. Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

25 de junho – Tudo tem seu tempo determinado

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Eclesiastes 3:1.

Quando meu pai ficou doente e começou a fazer quimioterapia alguém me disse para que eu me preparasse para os momentos difíceis e o ambiente “triste e pesado” que é a sala de quimioterapia. Isto, porque há muitas pessoas em fase terminal, o ambiente é triste com muitas pessoas lutando pela vida, mas, na verdade, o que eu consegui ver na sala de quimioterapia foram historias de luta, de reconciliação, de companheirismo, de compartilhamento, de amor… por que? Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

24 de junho – Você Empresta pra Deus? 

Quem trata bem os pobres empresta ao Senhor, e ele o recompensará. Provérbios 19.17

É linda a maneira como Deus cuida dos necessitados, dos pobres, órfãos e viúvas. A bíblia deixa clara a preocupação que o Senhor Deus tem com eles. Por isso, ele age na vida dessas pessoas cuidando e, para isso, o faz através das nossas vidas. Deus socorre o pobre por meio de mãos humanas.

Nessa época de crise, em que todos sofrem, padecem mais os que menos tem. Nenhum momento melhor para podermos dividir o que temos com quem nada tem. E fazer isso, creio, tem que ser de forma desprendida, ou seja, o coração deve estar aberto a fazer o bem.

Conheço pessoas que são tão maravilhosas em sua família, mas não possuem qualquer desprendimento para ajudar a quem não conhece. Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

23 de junho – Um desconhecido

Um homem descia de Jerusalém para Jericó, quando caiu nas mãos de assaltantes. Estes lhe tiraram as roupas, espancaram-no e se foram, deixando-o quase morto. Aconteceu estar descendo pela mesma estrada um sacerdote. Quando viu o homem, passou pelo outro lado. E assim também um levita; quando chegou ao lugar e o viu, passou pelo outro lado.
Mas um samaritano, estando de viagem, chegou onde se encontrava o homem e, quando o viu, teve piedade dele. Aproximou-se, enfaixou-lhe as feridas, derramando nelas vinho e óleo. Depois colocou-o sobre o seu próprio animal, levou-o para uma hospedaria e cuidou dele. No dia seguinte, deu dois denários ao hospedeiro e disse-lhe: ‘Cuide dele. Quando voltar lhe pagarei todas as despesas que você tiver’. Lucas 10:30-35

Você já recebeu ajuda e apoio de quem menos esperava? eu já. Algumas vezes. Essa parábola é uma das mais lindas que Jesus contou e o fez para ensinar sobre amor ao próximo e responder uma pergunta sobre quem seria o próximo. No entanto, gostaria de extrair uma outra lição desse texto. Quero me colocar no lugar daquele homem que descia de Jerusalém para Jericó e foi assaltado e espancado. De quem esperaria ajuda?

Ao passar o sacerdote, creio que se lá estivesse caida, respiraria aliviada, porque lá vinha um homem de Deus, alguém que, em tese, estava acostumado a colocar o amor em prática e estender a mão, mas para minha surpresa, aquele homem de Deus desviou o caminho e foi embora. De repente, avistei outro homem de Deus, acostumado a servir no templo. Agora sim, teria ajuda porque, afinal, de quem mais esperar socorro, senão daquele irmão na fé, acostumado a ser uma bênção no templo? que decepção, ele passa direto e vai embora. Continuei lá caída e, de repente, lá vem aquele estrangeiro que, aliás, nem faz parte da minha comunidade religiosa. Na verdade, nem o conheço, mas ele para e me estende a mão, me levanta, me socorre e fica do meu lado. Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

22 de junho -Por fé ou por vista?

O que significa andar por vista? Paulo tinha autoridade para falar sobre isso porque ele era alguém que não andava por vista, não andava segundo as circunstâncias, com olhos fixos no mundo e seus acontecimentos. Ele andava pela fé porque tinha sua visão fixada em Cristo. Se olhasse para sua época, as perseguições e dificuldades que enfrentava, não teríamos hoje as riquezas que escreveu e seu exemplo de vida.

Não é fácil andar pela fé, quando tudo que se vê são dificuldades, desilusões, obstáculos, relacionamentos tumultuados, enfermidades incuráveis. Se está em um deserto, orando todos os dias pelo livramento, mas o que lhe sobrevêm são dificuldades, de modo que a situação vai se agravando, andar pela fé se torna um desafio diário. A tendência é desanimar. Satanás é grande especialista em nos conduzir a olhar as circunstâncias e nos confrontar acerca das promessas de Deus em nossa vida. Algumas vezes ele até usa pessoas para nos questionar: onde está seu Deus em meio a essa tempestade?
Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , | Deixe um comentário

21 de junho – Prazer acima de tudo?

Disse eu a mim mesmo: Ora vem, eu te provarei com a alegria; portanto goza o prazer; mas eis que também isso era vaidade. – Eclesiastes 2.1

O hedonismo continua a ser uma das correntes filosóficas mais difundidas ainda hoje, embora a sua origem cerca de 440 anos antes de Cristo pelo grego Aristipo de Cirene. Para o hedonista o que importa é a busca pelo prazer. O caminho para felicidade própria é o sentido da vida, pouco importando o que se tenha de fazer para achá-lo. Bom, essa é uma forma simplista de definir o hedonismo, mas, em suma, não foge disso: o prazer acima de tudo. O provérbio de Salomão nos remete a isso: a busca pelo prazer na vida. E se teve alguém que buscou intensamente o prazer foi Salomão, mas no fim, ele concluiu que não passava de vaidade.

Hoje, em todas as esferas sociais e, eu diria até em certos meios cristãos, tem se pregado essa filosofia. Ninguém quer viver um cristianismo à moda de Jesus e seus apóstolos. Em nenhum momento, foi por eles pregado que ser cristão significa viver uma vida cheia de prazer o tempo todo. Pelo contrário, Jesus falou que teríamos aflições, mostrou um amor sacrificial. Continuar lendo

Publicado em Devocional | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário